Qual é o tratamento para a calcificação hepática?

Na maioria dos casos, não é necessário tratamento para a calcificação hepática. A condição não é uma doença ou doença em si, mas pode indicar a presença de outra doença, no entanto, que pode exigir tratamento. Ocasionalmente, a calcificação hepática pode acompanhar um tumor ou lesão no órgão. Neste caso, a massa provavelmente será removida.

A calcificação ocorre quando o fígado é danificado ou estressado por uma fonte externa. Isso pode incluir a doença, bem como o consumo de álcool, e os depósitos de cálcio que são detectados no órgão geralmente estão lá como medida protetora contra lesões adicionais. Causas adicionais de calcificação são infecções, lesões no fígado e certas doenças virais.

Quando a doença ou condição ofensiva já não está presente, muitas vezes não há tratamento necessário para a calcificação hepática. Um monitoramento adicional pode ser necessário para excluir a infecção ou a doença continuada. Isto é especialmente verdadeiro em bebês ou crianças muito jovens.

Às vezes, a calcificação pode ocorrer em lactentes devido a infecção durante o nascimento. Mais comumente, isso é causado pelo mecônio que entra no abdome e causa infecção. As complicações a longo prazo são incomuns, embora às vezes uma massa ou tumor calcificado possa resultar. Estes geralmente não são cancerígenos, mas são frequentemente removidos cirurgicamente para evitar problemas.

Quando uma doença subjacente ou outra condição ainda está presente juntamente com a calcificação hepática, o tratamento geralmente inclui remédios adequados para esta condição. Aqueles que bebem com freqüência geralmente são instados a parar, e aqueles que comem alimentos gordurosos ou conduzem um estilo de vida sedentário geralmente são encorajados a comerem mais saudáveis ​​e a se engajarem em atividades físicas regulares. Doença hepática como câncer ou cirrose do fígado pode exigir um tratamento mais completo.

O tratamento para doença hepática grave pode incluir diálise, medicamentos e às vezes um transplante. Dirigir um estilo de vida mais saudável e evitar certas substâncias também é importante. A infecção pode ser tratada com antibióticos ou outras drogas.

Às vezes, a calcificação do fígado não tem causa conhecida. Neste caso, os pacientes geralmente são monitorados, mas não requerem tratamento a menos que uma causa seja encontrada. Certos medicamentos também podem levar à calcificação. Se os cistos calcificados crescem, eles podem exigir cirurgia. Cistos calcificados são massas que se formam a partir de grandes quantidades de cálcio acumulando no fígado. Às vezes, esses cistos desaparecem por conta própria ao longo do tempo sem tratamento.