Qual é a membrana interóssea?

A membrana interóssea é um tipo de tecido conjuntivo encontrado entre certos ossos do corpo. A membrana realiza várias funções, incluindo a criação de compartimentos para separar diferentes estruturas, distribuindo o impacto das forças e separando as juntas. Os ossos longos do braço inferior e da perna juntaram membranas interósseas e este tipo de tecido pode ser visto em muitos outros organismos vivos.

Na perna, a membrana se estende entre a tíbia e a fíbula, correndo ao longo das cristas dos ossos. Os músculos da perna são separados em secções na frente e nas costas com esta membrana. A membrana forte mas flexível permite que os ossos sejam absorvidos e distribuídos, limitando os riscos de fraturas e outros danos, e também desempenha um papel na articulação do joelho. Lágrimas na membrana podem ocorrer como resultado de trauma grave e também podem ser criadas durante a cirurgia.

A membrana interóssea no braço se estende entre o raio eo ulna no braço inferior. Ele cumpre muitas das mesmas funções que a membrana na perna e pode ser visto claramente em seções transversais do braço. Está envolvido na articulação do cotovelo e ajuda a estabilizar os ossos do braço inferior quanto à força, durabilidade e flexibilidade. Como outro tecido articular, ele é projetado para ser capaz de deformar e flexionar, em vez de destruir ou fracturar o impacto, permitindo que a articulação absorva um esforço considerável antes de ocorrer danos.

Este tecido é altamente fibroso na natureza. Os tecidos fibrosos podem ser encontrados em muitas outras áreas do corpo, como os ligamentos, e geralmente são projetados com fibras que funcionam em uma direção que facilitará a absorção de impactos sem quebras. Torcer os ossos com uma membrana interóssea anexada em uma posição anormal ou extrema pode danificar a membrana, bem como criar uma fratura em um ou ambos os ossos. A conexão com a articulação pode potencialmente causar danos associados na articulação como resultado desses tipos de lesões também.

Partes da membrana interóssea podem ser vistas durante procedimentos cirúrgicos em áreas do corpo onde esta estrutura anatômica está presente. Também é explorado durante procedimentos de autópsia e dissecção, para saber mais sobre o caso particular de um paciente ou para coletar informações sobre o funcionamento do corpo em geral. Durante as dissecações, as pessoas aprendem a identificar essa estrutura e a usam como marco para encontrar outras estruturas na área.